Logo do Blueprint
Fechar

Inovação e tendências: as principais notícias e novidades do mercado imobiliário

Você acompanha as principais notícias do mercado imobiliário? Entenda por que isso é importante para corretores e saiba como se manter bem-informado!

Ícones representam as inovações e tendências que o mercado imobiliário têm a oferecer atualmente.

Com o avanço da transformação digital, os setores mais tradicionais da economia precisaram se adaptar à nova realidade. E isso também aconteceu com o setor imobiliário. Por exemplo, é comum acontecerem negociações de imóveis on-line em diversas imobiliárias. 

Esse processo foi acelerado com a pandemia provocada pela COVID-19. Afinal, com o distanciamento social, foi preciso encontrar novas formas de interação. Assim, o profissional imobiliário que acompanhou as notícias do mercado imobiliário e as novas tecnologias se mostrou mais preparado para superar os desafios. 

Contudo, é importante saber que muitas das inovações que ganharam força durante a pandemia devem se manter. Por isso, os profissionais da área devem conhecer as tendências do setor imobiliário para os próximos anos para garantir um serviço eficiente e alinhado ao que seu cliente procura.

Então, que tal saber mais sobre as principais notícias e novidades do mercado de imóveis? Continue a leitura para acompanhar um panorama do mercado brasileiro e prepare-se para o que vem a seguir no mercado imobiliário!

Como o mercado imobiliário se movimentou nos últimos anos?

Para começar, vale a pena conhecer as mudanças significativas que o setor de imóveis vivenciou nos últimos anos. Entre 2008 e 2011, a soma de diversos fatores produziu resultados positivos no mercado imobiliário brasileiro. 

Nessa época, o desemprego se manteve em baixa, a renda dos brasileiros tinha aumentado, houve a ampliação do crédito e do prazo de financiamento. Esses elementos trouxeram boas perspectivas para o setor, que se expandiu consideravelmente durante o período.

Em 2012, as notícias do mercado imobiliário mostravam que houve um incremento no volume de financiamentos para compra de imóveis, aquecendo ainda mais o segmento.

Linha do tempo mostra a variação nos financiamentos de imóveis no Brasil, de 2008 a 2016.
Linha do tempo mostra a variação nos financiamentos de imóveis no Brasil, de 2008 a 2016. Fonte: G1 | Globo

Entretanto, a partir de 2013, a economia brasileira começou a desaquecer devido às decisões da Presidência do País, o que levou à retração do setor. No ano de 2015, houve um agravamento na situação em virtude das incertezas políticas.

A instabilidade econômica nessa época gerou o aumento do desemprego e da inflação. Com isso, a procura por imóveis diminuiu. Além disso, ocorreram mudanças nas regras do financiamento, que desestimularam a compra da casa própria por meio dos programas do Governo.

Foi apenas em 2017 que o cenário se tornou mais favorável. Os motivos do otimismo se deram em função da diminuição da inflação e da redução do desemprego. Outros pontos positivos foram o aquecimento da economia e as novas alterações nas regras do financiamento.

Diante dessa oportunidade, diversas empresas do setor passaram a investir cada vez mais em estratégias para se destacar da concorrência e conquistar clientes. Nesse sentido, a adoção de novas tecnologias, como a realidade virtual e as redes sociais, foi fundamental.

Qual o impacto da COVID-19 no mercado imobiliário?

Antes da pandemia que teve início em 2020, o segmento de imóveis estava em retomada. De certa forma, esse movimento se manteve durante a pandemia. Isso foi possível porque a inovação tecnológica adotada pelo setor permitiu que as empresas se adaptassem melhor à nova realidade. 

Além disso, outros fatores contribuíram para o crescimento do mercado imobiliário, como linhas favoráveis de crédito e baixas taxas de juros imobiliários. A mudança do comportamento do consumidor também estimulou a compra, a venda e a locação de imóveis.

As medidas de isolamento fizeram com que as pessoas permanecessem mais tempo em seus lares. Com isso, muitas delas passaram a desejar certas características nesses ambientes. Logo, houve a procura por imóveis mais confortáveis.

Por exemplo, muitos consumidores procuraram imóveis com varandas, vista livre e ambientes mais divididos. Assim, a busca por propriedades que acomodassem melhor a família em isolamento aqueceu o setor mesmo durante a pandemia. 

Confira as principais características mais procuradas nos imóveis a partir de 2020.
Confira as principais características mais procuradas nos imóveis a partir de 2020. Fonte: Blueprint

Ademais, o aumento de trabalho no regime home office fez com que muitos trabalhadores não sentissem mais a necessidade de morar perto dos locais de trabalho. Então elas poderiam comprar ou alugar imóveis mais afastados dos centros urbanos. 

Esse desejo ganhou mais força com a possibilidade de viver em um lugar considerado mais seguro. Afinal, a circulação do vírus em grandes centros urbanos tornava esses espaços mais vulneráveis devido à alta densidade populacional. 

Diante disso, diversas pessoas deixaram as grandes cidades e se mudaram para os centros menores — movimento conhecido como êxodo urbano. E, na busca pelo imóvel ideal, os consumidores utilizaram as mais diferentes inovações tecnológicas que foram tendências durante a pandemia.

Anuncie seus lançamentos imobiliários no Apto.

Quais inovações serão tendências no mercado de imóveis?

Até aqui você viu um panorama do mercado brasileiro nos últimos anos. Assim, pode perceber que a pandemia trouxe desafios, mas também apresentou oportunidades para o setor. Para isso ser possível, a adoção de novas tecnologias foi um dos pontos essenciais.

Mas você deve estar se perguntando quais foram as inovações tecnológicas que ajudaram os negócios durante o isolamento, certo? Então confira a seguir as medidas mais utilizadas para vender ou alugar um imóvel, que mostram grande potencial de se consolidarem no mercado!

Novas formas de divulgação

Em meio às limitações do distanciamento social, as empresas do mercado imobiliário precisaram mudar a forma de se comunicar com o público. Em especial, os negócios que ainda não haviam acompanhado as inovações do mercado. 

Se antes as imobiliárias anunciavam os imóveis por meio de anúncios em jornais, por exemplo, a internet passou a ser o principal espaço. Entre as formas de divulgação on-line que mais se destacaram estão os sites, os blogs e os shoppings on-line de imóveis — como o Apto.

Mercado imobiliário multicanal, os ícones representam cada um dos aspectos que tornaram isto possível no setor.
Novas formas de divulgação no mercado imobiliário, que se tornou multicanal, e as vendas on-line. Fonte: Blueprint

As redes sociais também tiveram um papel central nesse processo. Por meio de um perfil, a empresa pode alcançar diversas pessoas e atraí-las para tentar realizar um negócio. Para se comunicar em tempo real, muitas aderiram aos aplicativos de mensagens instantâneas.

Negociação on-line

Não foi apenas a divulgação dos imóveis que passou a ser realizada no ambiente on-line — a negociação também. Afinal, as interações pessoais estavam limitadas. Assim, todo o processo de vendas precisaria ser feito por meio da internet.

Nesse cenário, diversas imobiliárias criaram ou adaptaram as suas plataformas digitais para atender melhor o público. Por exemplo, elas passaram a oferecer atendimento virtual. Logo, a comunicação com os profissionais podia se dar de maneira rápida pelo computador ou celular. 

Além disso, a parte burocrática de compra, venda ou aluguel de um imóvel também passou a ser resolvida on-line. A assinatura digital se mostrou uma aliada do mercado imobiliário durante a pandemia. Com ela, as partes envolvidas podem assinar os contratos por meio de um dispositivo conectado à internet.

Tour virtual

Diante das limitações geradas pela COVID-19, diversas imobiliárias viabilizaram ao potencial comprador conhecer o imóvel virtualmente. O tour virtual acontece por meio de diferentes alternativas. Por exemplo, imagens 360 graus e vídeos do imóvel. 

Tour virtual do Conteúdo 3D que o Apto fornece.
Apto oferece o serviço de Conteúdo 3D, uma tecnologia inovadora que garante uma experiência virtual muito completa para quem deseja conhecer os imóveis de maneira remota. Fonte: Blueprint

A apresentação por videochamada foi outra estratégia adotada. Com ela, o cliente pôde conhecer cada detalhe dos ambientes do imóvel em tempo real. Essa tecnologia também permitiu que o corretor de imóveis pudesse sanar eventuais dúvidas do consumidor — aumentando a transparência do processo.

Outra inovação tecnológica utilizada por algumas imobiliárias foi a realidade aumentada. Ela consiste na interação com objetos virtuais. Assim, por meio dela, se tornou possível interagir com os ambientes do imóvel virtualmente e ter a sensação de estar no local.

Desburocratização dos processos

A burocracia dos contratos de aluguéis e da compra e venda de imóveis sempre foi uma grande vilã durante todo o processo de negociação. Porém, diante das mudanças impostas pela pandemia, o cenário começou a mudar.

Com a chegada das plataformas digitais, por exemplo, o consumidor não precisa mais visitar diversos imóveis para fazer sua escolha. Com a internet, ele pôde fazer isso com apenas alguns cliques. 

Se antes o interessado precisava se deslocar até os cartórios para assinar a documentação, com a tecnologia se tornou viável firmar uma negociação de modo on-line — utilizando a assinatura digital. Essa possibilidade permitiu a desburocratização de inúmeros processos — imprimindo maior agilidade nos negócios imobiliários.

Vendas cada vez mais consultivas

O processo de vendas no mercado imobiliário também passou por transformações. Isso porque as expectativas dos consumidores mudaram — exigindo aos profissionais do setor encontrar novas abordagens para ajudar os clientes a identificar o imóvel ideal, por exemplo.

Essa tendência se traduziu em uma metodologia que busca dar o protagonismo ao cliente: as vendas consultivas. Trata-se de uma dinâmica de atendimento em que o corretor de imóvel, além de oferecer soluções, também atua como um consultor.

Ícones representam as características que formam as vendas consultivas, em que o corretor, além de oferecer soluções, também atua como consultor.
Características que formam as vendas consultivas, em que o corretor, além de oferecer soluções, também atua como consultor. Fonte: Blueprint

Durante uma venda consultiva, por exemplo, o profissional tenta compreender as necessidades do cliente. A partir de então, ele busca opções mais adequadas para o perfil. Dessa forma, o consumidor tende a ficar mais satisfeito — o que pode elevar as chances de concretizar a negociação.

Valorização da sustentabilidade

Você já percebeu que a pandemia gerou uma mudança no comportamento do consumidor. Ele passou a valorizar diversas características em um imóvel. Uma delas foi a busca por locais mais verdes. Aliado a isso, houve a preferência por estruturas mais sustentáveis.

Isso se refletiu na busca por construções com áreas arborizadas e que adotam as práticas de sustentabilidade. Por isso, diversas empresas ligadas ao setor implementaram muitas ações nesse sentido.

Por exemplo, a implementação de canteiros sustentáveis e a recomposição de áreas de preservação ambiental se tornaram frequentes. Considerando a tendência e as notícias do mercado imobiliário, é provável que os consumidores venham a valorizar cada vez mais os empreendimentos sustentáveis

Novas opções de crédito

A pandemia abriu discussões sobre a possibilidade de atraso no financiamento do imóvel. Afinal, muitos brasileiros perderam a sua principal fonte de renda — o que poderia afetar a capacidade de pagamento dos compromissos assumidos. 

Para minimizar os impactos negativos que a situação poderia gerar no mercado, houve a necessidade de oferecer novas opções de crédito. Por exemplo, diversas instituições financeiras ofereceram a redução do compromisso mensal do financiamento durante determinado período.

O gráfico mostra o financiamento imobiliário no Brasil, em bilhões de Reais, desde janeiro de 2019 até janeiro de 2021.
O gráfico mostra o financiamento imobiliário no Brasil, em bilhões de Reais, desde janeiro de 2019 até janeiro de 2021. Fonte: G1 | Globo

Houve também a oferta de um período de carência para o início de pagamento de novos financiamentos imobiliários. Diante disso, é natural que a concorrência adotasse medidas para oferecer as melhores ofertas de crédito — o que deve se manter nos próximos anos.

Qual a importância de acompanhar as inovações do mercado imobiliário?

Depois de saber como está o mercado imobiliário e conhecer as tendências mais aguardadas para o setor, você pode estar se perguntando qual a importância desse aprendizado. 

Manter-se informado é essencial para o profissional do mercado imobiliário por diversos motivos. Confira alguns dos principais:

Sobrevivência do negócio

Como vimos, o mercado imobiliário enfrentou desafios relevantes com a chegada da pandemia. Foi necessário às empresas e aos profissionais do segmento administrar os efeitos da crise, adequar-se ao novo cenário e ainda encarar as mudanças na demanda por imóveis.

Diante disso, as inovações tecnológicas desempenharam um papel na sobrevivência das empresas do setor. Os negócios que já haviam integrado a tecnologia aos seus processos se saíram melhor durante a crise. Afinal, conseguiram lidar melhor com os obstáculos.

É importante saber que crises — como a causada pela COVID-19 — podem acontecer ao longo da vida de qualquer negócio. Por isso, vale a pena seguir atualizado acerca das notícias e das novidades do mercado imobiliário para estar cada vez mais preparado para elas.

Embora não se saiba quando uma crise pode chegar e como exatamente ela será, é possível ter mais resiliência. E uma das formas de fazer isso é se antecipar às tendências e estar sempre disposto a mudar processos e evoluir para sobreviver no mercado.

Mais autoridade diante da concorrência

Para que uma venda seja conduzida com sucesso, o corretor de imóveis precisa dominar os assuntos sobre o mercado em que atua. Afinal, quando ele coloca os seus conhecimentos em prática, consegue apresentar as novidades do setor que mais se encaixam no perfil do cliente.

Dessa forma, o consumidor perceberá que encontrou o profissional ideal para auxiliá-lo na busca pelo imóvel mais adequado para as suas necessidades, deixando-o mais satisfeito. Isso pode melhorar a imagem da imobiliária com o público e ampliar a autoridade do profissional no mercado.

Reforçar a sua autoridade no mercado, por sua vez, é essencial para se distanciar da concorrência. Lembre-se sempre de que há diversos profissionais e empresas negociando imóveis. Logo, é preciso se destacar e comprovar aos clientes o seu diferencial.

Possibilidade de modernização dos processos

Inegavelmente, acompanhar as inovações e as tendências do mercado imobiliário permite que as empresas do setor modernizem seus processos. No momento de divulgar os imóveis, realizar visitas e vistorias, enviar propostas ou até mesmo assinar contratos, reduzir a burocracia e tornar o processo mais eficiente e rápido pode garantir mais negócios.

Afinal, a agilidade e a transparência tendem a melhorar a prestação de serviço e aumentar a satisfação do cliente. Assim, esse é mais um dos motivos pelos quais é fundamental acompanhar as novidades do setor.

Neste artigo você viu que as empresas e os profissionais que acompanham as notícias do mercado imobiliário se mostram mais preparados para superar os desafios e se destacar no segmento. Portanto, não deixe de se manter atualizado sobre as principais inovações e tendências do setor!

Blueprint, uma newsletter semanal que conta com conteúdo especializado do mercado imobiliário, pode ajudar você nessa jornada. Inscreva-se!

Foto do autor Vince
Por Vince

Índice
  • Como o mercado imobiliário se movimentou nos últimos anos?
  • Qual o impacto da COVID-19 no mercado imobiliário?
  • Quais inovações serão tendências no mercado de imóveis?
  • Qual a importância de acompanhar as inovações do mercado imobiliário?
Categorias
Faça parte do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe: