Logo do Blueprint
Fechar

Tendências do mercado imobiliário para 2021

Conheça as tendências de 2021 no mercado imobiliário: tecnologia em alta, apartamentos maiores e mais!

Tendências do mercado imobiliário para 2021
Foto da autora Victória Baggio

O ano de 2020 mudou a maneira que habitamos, criou novas necessidades e impulsionou novos paradigmas. O ano de 2021, por sua vez, começou com novas demandas imobiliárias e uma expectativa de crescimento de 3,8% do PIB do setor da construção, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-SP) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

A tecnologia ganhou força em 2020 no mercado imobiliário e tende a seguir como um importante aliado. Em matéria para o Estadão, Cassia Castro, sócia da Eixo Inteligência Imobiliária, afirma que as 

novidades tecnológicas estão presentes também como aliadas à construção civil, as quais vão desde o projeto, modelado com programas Building Information Modeling (BIM), que possibilitam um controle da obra muito mais apurado, até a utilização de drones e robotização na construção para diminuir erros e automatizar processos.

Espaço para home office no apartamento.
Espaço para home office no apto. Fonte: Sebrae.

Dentro dos apartamentos, também já podemos perceber as tendências para 2021, que vão desde ambientes antes inexistentes, até uma transformação de metragem e valorização de novas localidades ⏤ reflexos do ano anterior, marcado pela pandemia. 

Unidades pequenas, como estúdios de 30 m², começam a não ser mais tão procuradas, passando a uma busca maior por apartamentos mais amplos, normalmente entre 60 m² e 120 m². O espaço para home office dentro dos apartamentos já é uma realidade de inúmeros novos empreendimentos. Enquanto surgem novos ambientes dentro das unidades, outros desaparecem, como é o caso da área de serviço, que passa a ser um mobiliário ou, até mesmo, ser substituída pela lavanderia coletiva no condomínio. As varandas gourmet passam a ser cada vez mais protagonistas do apartamento, agora com ainda mais usos, que vão de espaço de brincar a ateliê, horta, pet place e muitos outros.

Foto da autora Victória Baggio
Arquiteta, com formação no Uruguai e Portugual, atualmente mestranda em projeto de arquitetura. Apaixonada pelo fazer e escrever arquitetura.
Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe:
Mais conteúdos imobiliários:
Espaço de trabalho aberto do escritório da Amaro, pessoas trabalhando em suas mesas individuais e algumas conversando.

Um espaço de trabalho aberto realmente favorece a produtividade?

Os escritórios mudaram muito e um espaço de trabalho mais aberto e conectado surgiu com o pretexto de estimular a colaboração e aumentar a produtividade.
Foto da autora Nathalia Zanardo
Nathalia Zanardo
Conteúdo 3D do empreendimento N. Urban Pinheiros oferecido pelo Apto.

As tecnologias que ajudaram o mercado imobiliário a enfrentar 2020

O ano de 2020 foi desafiador para o mercado imobiliário, mas algumas tecnologias ajudaram a enfrentar as dificuldades e preparar o setor para o futuro.
Foto da autora Nathalia Zanardo
Nathalia Zanardo
Isolamento social enfatiza a importância dos pet places

Isolamento social enfatiza a importância dos pet places

A população de animais domésticos cresceu, assim como o isolamento social contribuiu para o crescimento do mercado pet. Entenda como os pet places entram nesta história.
Foto da autora Giovana Costa
Giovana Costa