Logo do Blueprint
Logo do Blueprint

Viver de uma maneira mais sustentável é uma urgência para um planeta saudável, para isso, além de iniciativas como a segunda sem carne e a reciclagem, práticas do cotidiano e setores responsáveis por um importante impacto ambiental, como o mercado imobiliário, também vêm se mostrando mais verdes. O que beneficia tanto o planeta quanto o mercado, já que os investimentos sustentáveis têm sido fator de atração para investidores. De acordo com a matéria da Harvard Business Review,  desde 2018, a cada US$ 4 trilhões investidos nos EUA, US$ 1 trilhão é direcionado a investimentos sustentáveis. 

A sustentabilidade no mercado imobiliário está presente em diferentes etapas do processo de criação de um empreendimento, desde etapas administrativas, como no canteiro de obras e também no projeto arquitetônico. Através de práticas como a separação de resíduos recicláveis, que são coletados semanalmente do canteiro de obras, e a utilização de materiais locais, pode-se reduzir o impacto ambiental da construção civil. 

Edifício O Bosco Verticale, Milão, Itália.
Edifício O Bosco Verticale, Milão, Itália. Fonte: Unsplash

Uma arquitetura sustentável também pode ser alcançada através de diferentes aspectos, que vão desde a concepção do projeto até o seu uso cotidiano pelos moradores, além disso, pode estar presente desde edifícios de alto padrão até habitação social e servirem como exemplos de inspiração para o futuro. Edifícios que valorizam a iluminação e a ventilação natural, com aberturas em que o morador possa regular a entrada de luz e ar, ajuda a reduzir gastos elétricos, por exemplo. Além disso, estratégias como sistema de captação de energia solar através de painéis fotovoltaicos, de coleta e reuso de águas pluviais e espaço adequado com lixeiras para uma correta reciclagem, são alguns dos recursos sustentáveis que os edifícios têm utilizado. 

A criação de empreendimentos mais verdes são uma tendência urgente para o planeta, a qual também favorece o imóvel, que pode ter uma valorização de até 30% após a entrega, segundo o CRECI do Rio de Janeiro.

Compartilhe:

Mais conteúdos imobiliários:

espaço gourmet com banquetas altas desenvolvidas pelo Studio YOO. Na área externa, as cadeiras com tramas e as mesas também possuem um design diferenciado.

O segmento de luxo investe em mobiliário assinado

Perspectiva da horta comunitária do empreendimento Huma Itaim no Apto.

Horta em condomínios, um novo artifício da sustentabilidade

TOP 10 países com maior número de certificações LEED em construções

As certificações de sustentabilidade são realmente necessárias?

Mail Icon

Quer receber conteúdos como esse no seu e-mail gratuitamente?

O Blueprint respeita sua privacidade. Usamos cookies para melhorar sua experiência e ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.