Logo do Blueprint
Fechar

Arquitetura sustentável: um guia com informações relevantes e exemplos práticos

Em uma sociedade cada vez mais preocupada com a sustentabilidade, saber o que é arquitetura sustentável pode ajudar os corretores a vender mais. Entenda!

A arquitetura sustentável se refere à capacidade de conservar um ecossistema.

O aumento na demanda por empreendimentos imobiliários ecológicos fez surgir o paradigma de arquitetura sustentável. Com isso, os corretores são desafiados a encontrar imóveis que atendam às necessidades dos clientes, mas que também apresentem soluções ambientalmente corretas.

Assim, considerando a importância desse tema, todo profissional do setor imobiliário deve buscar saber mais sobre o assunto. Nesse sentido, vale a pena entender o que torna um projeto arquitetônico sustentável.

Por isso, você verá a seguir o que é uma arquitetura sustentável e ainda conhecerá exemplos de construções que alinham design e sustentabilidade!

O que é arquitetura sustentável? 

Para entender o que é arquitetura sustentável, devemos partir do conceito de sustentabilidade. Ela se refere à capacidade de conservar um ecossistema. O intuito é atender às necessidades das gerações atuais e futuras, considerando que os recursos naturais são finitos.

Assim, a sustentabilidade pode ser alcançada por meio do desenvolvimento sustentável. Isso quer dizer que, para garantir a preservação dos recursos para o equilíbrio intergeracional, é preciso que o crescimento econômico de um povo seja sustentado por ações ambientalmente corretas.

Elementos que podem tornar a arquitetura sustentável: Gestão de ruídos; Reuso de água; Iluminação natural; Painel solar fotovoltaico.
Elementos que podem tornar a arquitetura sustentável. Fonte: Blueprint

Com isso, surge a necessidade de a população e as empresas incorporarem práticas mais sustentáveis em diferentes âmbitos. Por exemplo, realizar a coleta seletiva de resíduos, comprar de fornecedores que praticam a sustentabilidade e tornar as construções cada vez mais sustentáveis.

Dito isso, é possível compreender que uma arquitetura sustentável é aquela relacionada aos projetos arquitetônicos que buscam minimizar os impactos negativos sobre o meio ambiente. Isso se reflete nos materiais de construção, na operação de uma edificação, no uso de recursos e no design.

Quais são os princípios da arquitetura sustentável?

Agora que você já sabe o que é arquitetura sustentável, é hora de conhecer os princípios dela. Dessa forma, é possível identificar e apresentar aos seus clientes os ambientes ecológica e socialmente corretos, além de economicamente viáveis. 

Confira!

Análise do entorno

Um dos princípios da arquitetura sustentável é a análise do entorno e a integração do projeto a esse ambiente. Assim, é possível construir imóveis de modo a preservar as áreas verdes e ainda aproveitar os recursos naturais sem a necessidade de explorá-los. 

Por exemplo, dependendo da orientação da edificação, a arquitetura pode utilizar a luz natural para iluminar os cômodos. Com isso, reduz-se a necessidade de utilizar energia elétrica — o que gera vantagens para o proprietário do imóvel e para toda a sociedade.

Uso sustentável do terreno

O princípio de uso sustentável do terreno indica que é importante deixar a maior parcela possível de solo permeável e evitar modificações radicais no terreno. Isso permite a infiltração das águas na terra, reduzindo as chances de enchentes.

Planejamento 

Outro princípio da arquitetura sustentável é o planejamento detalhado e integrado. Por meio dele, é possível calcular exatamente a quantidade de materiais a serem utilizados na obra, evitando desperdícios. Já a integração com outros projetos permite o uso eficiente dos recursos.

O planejamento também envolve a adaptação às condições climáticas com desenho bioclimático. Isso permite aproveitar os recursos naturais para melhorar o condicionamento climático de uma construção. É o caso, por exemplo, do uso do sombreamento das árvores para dar frescor ao ambiente.

Adequação à lei

Por fim, há o atendimento às legislações e às normas vigentes. Esse aspecto está relacionado não apenas às leis ambientais, mas também ao cumprimento das leis trabalhistas. Afinal, não há sustentabilidade sem responsabilidade social. 

Como avaliar a arquitetura sustentável de imóveis?

Depois de conhecer os princípios de projeto de arquitetura sustentável, vale a pena entender como esse conceito é aplicado nas construções. Desse modo, os corretores e as imobiliárias podem avaliar melhor os imóveis para apresentar aos consumidores interessados nessa temática.

Confira!

Painéis de energia solar

Uma maneira comum de aplicar a arquitetura sustentável é por meio do uso de energia solar. 

Os últimos lançamentos imobiliários já contam com sistemas de economia e geração de energia, incluindo painéis solares, como é o caso do Vivant e do Vizione que utilizam o sistema para iluminação das áreas comuns.

Área da piscina do empreendimento Vivant.
Área da piscina do empreendimento Vivant. Fonte: Apto

A instalação de painéis de energia solar permite reduzir a dependência da energia produzida por hidrelétricas. Ademais, o sol é uma fonte de energia renovável e limpa, não produzindo poluentes.

Paredes de vidro

O uso de vidro é outra maneira de deixar as construções mais sustentáveis. Ele possibilita aproveitar a luz natural e diminuir a necessidade de energia elétrica. 

Varanda Barigui, que tem a luz natural como uma premissa de projeto, preza pelas paredes envidraçadas em suas áreas comuns e também no interior das residências, contando com vidros laminados de alta performance, com película PVB nas suítes e no living, além de varanda com guarda-corpo panorâmico.

Living do empreendimento Varanda Barigui.
Living do empreendimento Varanda Barigui. Fonte: Apto

Outra vantagem notória diz respeito ao tipo de material. O vidro é um material sustentável, já que ele pode ser 100% reaproveitado. 

Sistema de reuso de água

Um projeto sustentável também pode incluir o reaproveitamento da água pluvial e cinza — aquela que sai de pias e ralos. Para isso, podem ser adotados sistemas de captação e tratamento, permitindo que a água seja utilizada na limpeza de áreas externas e na irrigação de plantas. 

Os empreendimentos EsferaL' Harmonie Vila Mariana, por exemplo, contam com um sistema de reservatórios para captação e correto direcionamento das águas de chuvas.

Playground com área gramada do empreendimento L' Harmonie Vila Mariana.
Playground com área gramada do empreendimento L' Harmonie Vila Mariana. Fonte: Apto

Este é um sistema que traz inovação e muita sustentabilidade, já que ajuda a preservar um dos mais importantes recursos naturais do Planeta, que é água.

Gestão de resíduos

É comum, ainda, que projetos de arquitetura sustentável envolvam preocupação com o tratamento de resíduos. Isso significa promover o descarte correto do lixo. 

Para alcançar esse propósito, além da gestão de resíduos em todas as fases de construção, é comum que os condomínios apresentem soluções de coleta seletiva,  como é o caso do Amaro e até mesmo composteiras para a transformação dos resíduos orgânicos, como acontece no Casa Vertical Fradique e no Viva Benx Lapa.

Terraço da lavanderia do empreendimento Casa Vertical Fradique.
Terraço da lavanderia do empreendimento Casa Vertical Fradique. Fonte: Apto

Estas práticas transformam a sustentabilidade no mercado imobiliário e trazem novas possibilidades para o setor.

Anuncie seus lançamentos imobiliários no Apto!

Quais os exemplos de arquitetura sustentável ao redor do mundo?

Para inspirar você a encontrar projetos de arquitetura sustentável para seus clientes, conheça exemplos de construções que alinham design e sustentabilidade!

Seed, Brasil

Um exemplo de arquitetura sustentável no Brasil é o Seed.

Seed.
O Seed consegue unir a urbanidade de São Paulo à harmonia da Mata Atlântica. Fonte: Gamaro

Ele foi o primeiro empreendimento residencial do País a contar com um terraço com vegetação nativa da Mata Atlântica. Ela promove purificação do ar, redução natural da temperatura e formação de uma barreira contra a poluição sonora.

Shanghai Tower, China

A Shanghai Tower, ou Torre de Shanghai, é outro exemplo de projeto arquitetônico sustentável.

Shanghai Tower.
Shanghai Tower, considerado o maior prédio da China. Fonte: Pinterest

Ela possui uma fachada de vidro que permite uma vista panorâmica da cidade chinesa. A construção desse edifício foi feita visando ao aproveitamento da eficiência energética.

Aeroporto de Oslo, Noruega

O aeroporto de Oslo, na Noruega, é considerado um dos grandes exemplos de arquitetura sustentável.

Aeroporto de Oslo.
O Aeroporto de Oslo é reconhecido como o terminal mais verde do mundo. Fonte: Viajar Verde

Isso porque ele funciona a partir de bioenergias — proveniente de matéria orgânica de origem vegetal e animal.

Hospital NG Teng Fong, Singapura

Outra referência em arquitetura sustentável é o hospital NG Teng Fong, localizado em Singapura.

Hospital NG Teng Fong.
Conhecido como um hospital verde, o Hospital NG Teng Fong é referência em arquitetura sustentável. Fonte: Vertical Garden

Nele, há coleta de água da chuva, aquecimento solar, ventilação natural, telhados verdes e plantações verticais.

Neste artigo, você descobriu o que é arquitetura sustentável e conheceu exemplos de construções com esse perfil. Assim, é possível se atualizar e apresentar aos seus clientes imóveis que, de fato, atendam a esse critério — cada vez mais em pauta, no Brasil e no mundo.

Quer manter-se informado sobre o mercado imobiliário? Conheça o Blueprint, uma newsletter semanal que oferece conteúdo especializado para profissionais do segmento!

Foto do autor Vince
Por Vince

Índice
  • O que é arquitetura sustentável?
  • Quais são os princípios da arquitetura sustentável?
  • Como avaliar a arquitetura sustentável de imóveis?
  • Quais os exemplos de arquitetura sustentável ao redor do mundo?
Faça parte do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe: