Logo do Blueprint
Logo do Blueprint

O mundo digital está cada vez mais inserido no mercado imobiliário, uma parte devido às tecnologias que ajudaram no enfrentamento de 2020, mas não é só disso que estamos falando. A expansão desse universo vai muito além, desde NFTs até criptomoedas, essas “ferramentas” ganharam força e começaram a fazer parte de uma nova era do setor imobiliário.

Pode parecer algo meio distante, mas desde 2014 a Tecnisa já aceita o Bitcoin como meio de pagamento, em que limitava o recebimento de R$ 100 mil por operação para maior segurança. Outra incorporadora que aderiu à prática inovadora foi a Vitacon, que desde setembro de 2020 começou a aceitar a criptomoeda para quitação parcial ou total de seus imóveis. 

A inserção do universo virtual nesse mercado fica cada vez mais expressiva e notória. Em abril deste ano, o bilionário do setor imobiliário americano, Rick Caruso, revelou que sua empresa, além de investir em Bitcoin, também começou a aceitar a moeda como pagamento (em inglês) de aluguel de suas propriedades. “Acreditamos que a criptomoeda veio para ficar”, disse Caruso.

Primeira casa digital vendida, chamada de Mars House.
Mars House, a primeira casa digital vendida, sendo toda a operação feita via NFT. Fonte: Archdaily

Essa relação entre o virtual e o mundo das construções está atingindo níveis inimagináveis. Uma operação feita via NFT vendeu por US$ 500 mil o projeto da artista canadense Krista Kim, chamado de Mars House. A primeira casa digital vendida não foi feita para morar, mas sim para ser experimentada em realidade virtual.

Crescendo de forma impensável, o mundo digital veio para ficar. O mercado imobiliário não só tem a possibilidade, como já entrou nessa economia. Talvez essa seja a grande oportunidade de expansão do setor, afinal, o futuro imobiliário não necessariamente precisa ser palpável.

Compartilhe:

Mais conteúdos imobiliários:

crianças brincando em brinquedoteca.

A importância dos espaços para crianças nos condomínios

paredes pré-fabricadas com placas de plástico.

Condomínios horizontais econômicos com menor impacto ambiental

Construindo reputação no mercado imobiliário

Construindo reputação no mercado imobiliário

Mail Icon

Quer receber conteúdos como esse no seu e-mail gratuitamente?

O Blueprint respeita sua privacidade. Usamos cookies para melhorar sua experiência e ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.