Logo do Blueprint
Fechar
Logo do Blueprint
Fechar

Condomínios horizontais econômicos com menor impacto ambiental

paredes pré-fabricadas com placas de plástico.

Há ótimos exemplos de condomínios horizontais econômicos espalhados pelo Brasil, mas o desafio agora é desenvolver processos controlados e com menor impacto ambiental. Segundo a Construtech Mighty, que utiliza um sistema de impressão em 3D para construção, 80% dos processos podem ser automatizados resultando em uma diminuição de desperdício de materiais em até dez vezes.

O Ecolar, negócio social da organização Mangalô, já produz residências utilizando a tecnologia wood frame modular, com placas de plástico reciclado e agora está desenvolvendo uma ecovila sustentável. O custo do metro quadrado de cada uma dessas residências fica em torno de R$ 700, enquanto a construção em sistema convencional fica em R$ 1.319.

paredes pré-fabricadas com placas de plástico.
As moradias do Ecolar são facilmente montadas e possuem um custo abaixo do mercado. Fonte: CAU BR

Recentemente, os passos dados pela Tenda mostram que as construções pré-fabricadas chegaram ao setor de residenciais econômicos brasileiro e estão cada vez mais especializadas. A construtora realizou diversos testes em wood frame e agora investiu na compra de uma fábrica com capacidade de desenvolver até 10 mil unidades por ano.

A Katerra mostrou que podem existir dois lados na mesma moeda, pois os altos investimentos em projetos inovadores ainda estão gerando dificuldades financeiras para a empresa. No entanto, para conciliar a agenda de desenvolvimento social e de sustentabilidade, especialmente na urbanização de países emergentes, é importante encontrar alternativas construtivas como essas.

Faça parte do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Foto da autora Thainá Neves
Por Thainá Neves

Compartilhar esse post:

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente

Compartilhe: