Logo do Blueprint
Fechar

O que molda a tabela de preços?

A tabela de preços dos empreendimentos possui influência de diversos fatores, incluindo o andar do apartamento. Entenda!

Perspectiva da torre única do empreendimento Jardim Monet.
Foto da autora Thainá Neves

Em uma breve análise de dez empreendimentos residenciais de alto padrão localizados no entorno do Ibirapuera, observa-se a gradação de preços conforme o andar. Os apartamentos do andar intermediário chegam a ser até 14% mais caros que as unidades com a mesma metragem localizadas no andar mais baixo, enquanto os apartamentos da cobertura podem ter o preço até 27% maior.

 gráfico visual mostrando a diferença percentual de preços dos apartamentos, de acordo com andar.
As tabelas de preços mostram que o preço dos apartamentos mais altos também costuma ser maior. Fonte: Blueprint

Especialmente quando oferecem vistas privilegiadas, os apartamentos mais altos costumam ser mais caros, mas também há outros fatores que influenciam na tabela de preços. A privacidade do apartamento, bem como a incidência de luz natural também moldam a tabela, afinal, existe maior demanda por residências que recebem o sol da manhã e menos barulho, pensando na proximidade com áreas de lazer e com a rua.

Essa variação de preços também está presente na tabela de apartamentos econômicos classificados como HIS, no entanto, em percentuais muito menores quando comparados ao alto padrão. Isso porque em sete empreendimentos analisados, as unidades do andar intermediário são, no máximo, 9% mais caras que aqueles localizados nos primeiros andares, enquanto as do último andar passam por um aumento de 18%. 

Com a valorização do espaço de quintal, há projetos que têm os apartamentos garden como diferencial, mas, ainda assim, o preço do metro quadrado desses residenciais, localizados nos pavimentos mais baixos, costuma ser menor. A procura por apartamentos mais altos segue com maior relevância (e preço).

 

Foto da autora Thainá Neves
Arquiteta dedicada á pesquisa desde o inicio de sua formação, sempre atenta ao que surge de melhor para a criação de cidades mais sustentáveis.
Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe:
Mais conteúdos imobiliários:
Central Park Tower.

Mercado imobiliário nas alturas

Com o passar dos anos, o mercado imobiliário ficou cada vez mais vertical, valorizando os imóveis e agradando clientes que buscam exclusividade.
Foto da autora Nathalia Zanardo
Nathalia Zanardo
Empresas nacionais utilizam QR code para tornar canteiro de obras mais inteligentes.

Canteiro digital precisa de comunicação em rede

A transformação digital aplicada ao canteiro de obras eleva a produtividade na construção, mas, para funcionar, o foco deve estar nas pessoas.
Foto da autora Thainá Neves
Thainá Neves
blueprint retrospectiva 2022

✨ Retrospectiva 2022

Confira a retrospectiva especial que fizemos para destacar as 5 principais pautas do mercado imobiliário que foram mais acessadas em 2022.
Foto do autor Vince
Vince