Logo do Blueprint
Fechar

Endereço digital para favelas gera oportunidades

O sistema de endereços digitais atenua os efeitos do “preconceito de CEP” e abre inúmeras possibilidades para atuação de empresas em favelas.

Vista de uma favela em São Paulo, com tags exemplificando a composição dos Plus Codes.

Os assentamentos informais, como as favelas brasileiras, por vezes, são um desafio para o sistema de mapeamento convencional. Há iniciativas como o Beyond The Map que surgiram para possibilitar uma experiência panorâmica em locais nos quais o Google Street View não consegue chegar.

Banner da iniciativa Beyond the Map, hospedada no Google Arts & Culture.
A iniciativa Beyond the Map está hospedada no Google Arts & Culture, oferecendo uma experiência que simula a navegação 3D do Google Street View. Fonte: Google Arts & Culture

Mas a questão vai além, pois a configuração de quadras espontâneas combinada aos relevos oscilantes e acidentados de alguns desses territórios pode tornar o sistema de endereços formais bastante ineficiente, afinal não há como identificar ruas ou números de maneira ordenada.

Considerando esses espaços das cidades, o Google desenvolveu um sistema que já está oferecendo endereços digitais a moradores de Paraisópolis e também para 1,4 milhão de moradores em Calcutá (em inglês), na Índia. A mágica acontece por meio de Plus Codes (em inglês), que são basicamente a combinação entre a latitude e a longitude, resultando em um código com letras e números capaz de fornecer a localização exata do residencial. 

Fotografia de uma placa com endereço digital, contendo Plus Code.
O sistema de Plus Codes independe dos convencionais nomes de ruas e numeração das construções. Fonte: Favela Brasil Xpress

A partir dos endereços digitais, um mundo de possibilidades se abre, tornando possível, até mesmo, a atuação de startups de entrega como a Favela Brasil Xpress. A empresa surgiu com o objetivo de oferecer assistência para famílias cadastradas por meio de cestas básicas e máscaras, mas logo evoluiu para a entrega de compras on-line, contando com parceiros como Casas Bahia, Americanas e Riachuelo.

No comparativo entre os anos de 2010 e 2021, a quantidade de favelas duplicou no Brasil e, apesar de serem territórios onde os efeitos da pobreza incidem diretamente e de maneira bastante agressiva, as favelas têm poder de compra de R$ 119,8 bi. Portanto, o sistema de endereços digitais busca não só resolver a questão do preconceito de CEP, mas também oferecer infraestrutura para que empresas de diversos setores atuem em contextos que fogem do ideal de “cidade organizada''.

Foto da autora Thainá Neves

Categorias
Foto da autora Thainá Neves
Arquiteta dedicada á pesquisa desde o inicio de sua formação, sempre atenta ao que surge de melhor para a criação de cidades mais sustentáveis.

Assine a news do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe: