Logo do Blueprint
Logo do Blueprint

Há algumas semanas, todas as empresas do mundo foram obrigadas a refazer o planejamento para 2020. A empresa HKS, que possui experiência em projetar hospitais, passou a focar seus esforços para desenvolver métodos que permitam converter construções já existentes em hospitais. Para isso, os hotéis parecem a melhor opção, massivamente desocupados durante essa crise, com diversos quartos e grandes salões a empresa acredita que no melhor cenário possa converter um grande hotel em um hospital em cerca de 10 dias.

Ao invés de converter construções existentes, a Jupe, startup que desenvolve moradia para momentos de crises e desastres, está desenvolvendo cápsulas de tratamento intensivo, chamados CURA (Connected Units for Respiratory Ailments). Essas unidades móveis, possuem toda a infraestrutura para dois pacientes e podem ser facilmente instaladas em cidades ao redor do mundo em locais como estacionamentos desocupados, em apenas algumas horas. Essas unidades foram construídas em Milão.

No Brasil, diversas empresas entraram no combate ao coronavírus, como é o caso da construtora MRV, que se comprometeu em doar R$ 13,6 milhões, destinado majoritariamente à compra de novos respiradores, os quais serão encaminhados aos hospitais de Minas Gerais, local sede da construtora.

Compartilhe:

Mais conteúdos imobiliários:

Arquitetura na Antártica evolui e tem destaque brasileiro

Arquitetura na Antártica evolui e tem destaque brasileiro

Primeira convenção imobiliária 100% on-line

Primeira convenção imobiliária 100% on-line

Conheça a Sensia Incorporadora, nova marca da MRV

Conheça a Sensia Incorporadora, nova marca da MRV

Mail Icon

Quer receber conteúdos como esse no seu e-mail gratuitamente?

O Blueprint respeita sua privacidade. Usamos cookies para melhorar sua experiência e ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.