Logo do Blueprint
Logo do Blueprint

O paisagismo é essencial em todas as escalas, sejam elas praças, parques, áreas de convivência em prédios residenciais ou em comerciais.

Nesse segmento, a arquiteta paisagista Martha Gavião, é uma das principais referências para o mercado imobiliário. Com mais de 31 anos de atuação, desenvolve projetos dos mais diversos padrões, de econômicos como o On Belém View, a alto padrão como o Mosaic Alto de Pinheiros.

Projeto paisagístico torna-se padrão
iscina envolvida com paisagismo no Mosaic Alto de Pinheiros

Em uma entrevista exclusiva para o Blueprint, Martha Gavião nos trouxe importantes aspectos de seu processo criativo e sua visão sobre Paisagismo.

A importância do paisagismo 

Nem sempre é possível aproveitar a rua como uma extensão de lazer, como em tempos passados, mas Martha acredita que o térreo dos condomínios atende essa necessidade perfeitamente. Além disso a vegetação gera muitos ganhos ambientais, “Filtra a poluição, diminui cerca de 4 a 5 graus a temperatura embaixo de uma árvore, e a gente mora em um país tropical.”, afirmou Martha. 

Processo de criação de um projeto de paisagismo

Para chegar a bons projetos, é importante considerar o que há em volta. Da mesma forma, observar a incidência de sol e pavimento tipo proposto pela construtora, afinal a profissão tem o lado criativo, mas tem o lado técnico de entendimento do bioma da região, normas, estruturas, instalações.

A partir daí as ideias surgem. “Eu decido a linguagem, se vai ser mais ortogonal ou em curva. Tenho preferência por não usar plantas invasoras e sempre uso plantas nativas” revela a arquiteta. Martha enfatiza ainda a necessidade de ouvir os desejos do público morador. Para isso, o setor de pós-obra das construtoras é um importante aliado.

Relação dentro e fora do mercado imobiliário

Iniciativas como o programa Adote uma Praça têm feito com que áreas públicas sejam incorporadas pelo setor privado. Para Martha, a Praça Sol Peres, localizada ao lado do Shopping Morumbi, em São Paulo, é uma prova dos benefícios que isso pode trazer à cidade: “Essa praça ficou tão legal que ela foi invadindo o shopping. A doca virou praça, assim como todos os acessos do shopping daquele lado.”, afirmou Martha Gavião.

Praça Sol Peres Fonte: Martha Gavião Arquitetura Paisagística

Martha acredita que houve, de fato, uma valorização do paisagismo dentro e fora do mercado imobiliário, as incorporadoras estão mais atentas ao que o morador deseja e necessita. “A gente faz desde habitação de interesse social a projetos de alto padrão. Quando tem muitas unidades, eles investem bastante no paisagismo. Foi-se o tempo em que ninguém investia nessa parte.”

Compartilhe:

Mais conteúdos imobiliários:

Bairros autossuficientes vem aí!

Bairros autossuficientes vem aí!

Meeting drive-in em Goiânia sugere novas possibilidades para o mercado

Meeting drive-in em Goiânia sugere novas possibilidades para o mercado

Boxes de armazenamento da empresa Moby

Self storage, a tendência que acompanha o mercado imobiliário

Mail Icon

Quer receber conteúdos como esse no seu e-mail gratuitamente?

O Blueprint respeita sua privacidade. Usamos cookies para melhorar sua experiência e ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.