Logo do Blueprint
Fechar

Solos com resíduos contaminantes: como viabilizar um projeto imobiliário?

Você sabia que é possível viabilizar um projeto imobiliário cujos solos possuem resíduos contaminantes? Saiba como fazer isso e entenda a importância!

Homem vestido de azul observa situações que contribuíram com a contaminação ambiental: o resultado são solos com resíduos contaminantes.

Em muitas áreas urbanas há escassez de terrenos para a construção e a comercialização de imóveis. Diante disso, torna-se necessário analisar todas as possibilidades para encontrar um espaço onde seja viável fazer um projeto imobiliário. Uma delas é a utilização de áreas contaminadas. 

Entretanto, é necessário desenvolver um plano de remediação para que o mercado imobiliário possa usar esse terreno. Trata-se, portanto, de um processo para remover, conter ou reduzir a concentração de contaminantes e tornar o local apto para habitação.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e confira como viabilizar um projeto imobiliário cujos solos possuem resíduos contaminantes e mais!

O que é um solo contaminado?

Para começar, vale a pena entender o que é um solo contaminado. O conceito se refere ao solo no qual existe poluente acima de um determinado nível de ocorrência natural, apresentando riscos à saúde humana, vegetal e animal.

Latas contendo produtos tóxicos, que acabam contaminando os solos.
A contaminação dos solos acontece a partir do contato com poluentes contaminantes. Fonte: Blueprint

Entre os principais contaminantes do solo, destacam-se medicamentos, metais pesados, fertilizantes, componentes químicos, resíduos sólidos, solventes e óleos. Eles entram em contato com o solo, principalmente, por meio de atividades humanas desordenadas.

Quais são as principais atividades que poluem a terra?

Após entender o que é um solo contaminado e conhecer alguns contaminantes, veja quais são as principais atividades que poluem a terra!

Processos produtivos industriais

As indústrias são umas das maiores responsáveis pela contaminação do solo. Normalmente, isso acontece devido à liberação de produtos contaminantes no meio ambiente — especialmente se envolverem processos mais antigos.

Uso excessivo de fertilizantes e pesticidas

O lançamento de poluentes contaminantes no solo também pode ocorrer por meio do uso excessivo de fertilizantes e pesticidas pela agricultura. Nesse caso, as consequências negativas podem ser ainda maiores, pois o homem pode consumir um alimento contaminado.

Descarte incorreto de resíduos sólidos

Outra forma de os contaminantes entrarem em contato com o solo é por meio do descarte incorreto de resíduos sólidos. Isso porque o lixo doméstico pode possuir substâncias nocivas ao ambiente. Como no Brasil é comum ele ser descartado sem cuidado, poderá haver contaminação no solo.

Desastres ambientais

Por fim, os desastres ambientais envolvendo, principalmente, o rompimento de barragens e acidentes em usinas nucleares também podem provocar a contaminação do solo. Afinal, essas empresas trabalham com material radioativo e metais pesados que danificam a natureza.

Qual a relação do mercado imobiliário com os solos contaminados?

Agora você sabe quais são as principais atividades que poluem a terra. Mas qual será a relação do mercado imobiliário com solos contaminados? Ela está ligada à possibilidade de construções nesses ambientes.

Muitas cidades se depararam com a necessidade de encontrar novas áreas para suprir as demandas por moradias. Diante disso, uma solução que se apresentou interessante foi o uso de terrenos contaminados que possuíam potencial para serem reutilizados — desde que fossem limpos.

Ícones mostram quais são os principais fatores que contribuem com a relação dos solos com resíduos contaminados e o mercado imobiliário.
É possível fazer o uso de solos com resíduos contaminantes após a devida limpeza da área. Fonte: Blueprint

Dessa forma, uma incorporadora pode aproveitar a oportunidade para montar um projeto imobiliário que viabilize a construção de imóveis nesses espaços. Isso permite a oferta de lançamentos imobiliários por construtoras, imobiliárias e corretores de imóveis.

Quais os problemas para aprovação de projetos em solos contaminados?

Você viu que a descontaminação de solo abre oportunidades de investimentos em novos terrenos para a construção de imóveis. Mas, para isso ser viável, é preciso de um plano de remediação que deve ser aprovado pela agência ambiental de cada estado.

Obter a aprovação do projeto não é uma tarefa fácil e, às vezes, pode ser inviável. Isso porque há um entendimento por parte do Ministério Público de que a remediação deve ser integral, ou seja, para que o espaço possa ser utilizado deve haver a eliminação total dos contaminantes.

Em muitos casos, o processo é considerado tecnicamente inviável. Além disso, a remediação integral pode representar um custo muito alto. Logo, as empresas incorporadoras podem desistir de descontaminar a área — que continuaria representando um risco para a sociedade.

Quais as alternativas de descontaminação para a construção de novos empreendimentos?

Como foi possível perceber, os solos com resíduos contaminantes podem ser recuperados para viabilizar um projeto imobiliário. Para tanto, existem diversas técnicas e métodos de remediação. A escolha depende de uma avaliação preliminar.

Nessa avaliação, considera-se o tipo de contaminação, o tamanho da área, a quantidade de contaminante, o estado físico, o tipo de solo, a topografia e a profundidade do lençol freático. 

Quer saber mais? Conheça as alternativas de descontaminação para a construção de empreendimentos imobiliários:

  • Biorremediação: utiliza bactérias, fungos e plantas para remover os agentes contaminantes, já que esses micro-organismos conseguem utilizá-los como fonte de carbono e energia;
  • Ozone Sparging Save Tax Ambiental: utiliza a oxidação química para a descontaminação. Ela é realizada por meio da injeção de ozônio no solo com um misturar de ar. 
  • Extração de vapores de solo: torna voláteis os agentes contaminantes do solo, devolvendo-os tratados à atmosfera;
  • Extração Multifásica: cria uma zona de influência que gerará uma pressão para levar os vapores orgânicos presentes no solo para um tanque de vácuo. Local onde serão adsorvidos por canister de carvão ativado e liberados na atmosfera;
  • Extração Dual-Phase Extraction (DPE): também extrai os vapores tóxicos do solo por meio da geração de vácuo em uma tubulação.
Anuncie seus lançamentos imobiliários no Apto.

Por que o profissional do mercado imobiliário precisa entender esse tema?

Ao chegar até aqui você pôde entender o que são solos com resíduos contaminantes e sua relação com o mercado imobiliário, certo? Mas ainda pode estar se perguntando por que o profissional desse setor precisa entender sobre o tema.

Se é o seu caso, saiba que o assunto é importante para que o corretor imobiliário possa orientar os clientes sobre a viabilidade de habitar uma área descontaminada ou até defender um terreno que passou pelo processo de descontaminação. Além disso, o conhecimento pode ajudar a encontrar oportunidades de moradia para o cliente. 

Afinal, ainda existem diversas áreas a serem exploradas pelo setor imobiliário que podem se tornar o lar de alguém. Entender sobre o tema também permite sanar dúvidas sobre o potencial de valorização da região, caso surja preocupação em relação aos prejuízos que ela possa ter no futuro. 

Neste artigo, você viu que a reabilitação de solos contaminados é uma oportunidade para viabilizar um projeto imobiliário, que se traduziria em geração de negócios para os outros agentes do setor. Por isso, o assunto deve ser do seu interesse. Mantenha-se informado!

Gostou do conteúdo? Para seguir acompanhando informações relevantes acerca do mercado imobiliário, assine a newsletter do Blueprint!

Foto do autor Vince
Por Vince

Índice
  • O que é um solo contaminado?
  • Quais são as principais atividades que poluem a terra?
  • Qual a relação do mercado imobiliário com os solos contaminados?
  • Quais os problemas para aprovação de projetos em solos contaminados?
  • Quais as alternativas de descontaminação para a construção de novos empreendimentos?
  • Por que o profissional do mercado imobiliário precisa entender esse tema?
Categorias
Faça parte do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe: