O novo conceito de aluguel por assinatura

Embora as calculadoras mostrem que o mais indicado, neste momento, dada a queda da taxa Selic, seja investir na compra de imóveis, escolher entre alugar ou comprar é uma decisão muito pessoal, que varia de acordo com o estilo de vida de cada um. De pessoas jovens a experientes, o modo de vida dinâmico contemporâneo está composto de pessoas que seguem preferindo alugar.

O mercado, cada vez mais específico, já se encaminhou para satisfazer esse desejo criando o sistema de aluguel por assinatura. Os perfis desse nicho de mercado abrangem desde jovens a executivos, o que resulta em empreendimentos bastante diferenciados.

Boa parte dos millennials, com estilo de vida social, preferem os co-livings. A Yuca vem tornando isso possível através de uma plataforma de aluguel de quartos em apartamentos compartilhados. Esse público costuma passar temporadas em diferentes cidades e está disposto a pagar pelo benefício de morar com conforto sem preocupações cotidianas. A Housi, por exemplo, oferece pacotes de moradia que incluem, além do aluguel, internet e serviços pay per use. Já a JFL Living contém empreendimentos para quem busca mais exclusividade e luxo nesse novo conceito de habitar a cidade.

Apartamento no empreendimento V House. Fonte: JFL Living

Esses diferentes perfis compartilham algumas características em comum: são urbanos, não abrem mão de viver nas grandes cidades, em empreendimentos modernos, bem localizados, que reúnem praticidade e conforto. Tais perfis não querem se restringir a morar durante muito tempo no mesmo lugar, portanto preferem não se ater à compra de um imóvel nem a um contrato longo de aluguel. Para eles, a liberdade está em poder morar em diferentes lugares ao longo do ano, por exemplo, seja por trabalho, estudo ou novas experiências. Seja como for, o mercado está pronto e já oferece diferentes possibilidades para esse modo de viver. 

Esse novo conceito de aluguel por assinatura é bastante benéfico para o mercado imobiliário. Além da construção de novos empreendimentos inovadores, o sistema de locação sempre será, primeiramente, produto de compra para investidores, ou seja, o novo conceito de alugar traz para o mercado imobiliário mais produtos e também mais investidores imobiliários.