Logo do Blueprint
Fechar

Marketing pessoal: 9 dicas para o corretor de imóveis

Utilizar o marketing pessoal para corretor de imóveis pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos profissionais. Confira 9 dicas para adotar essas técnicas!

O marketing pessoal para corretor de imóveis é essencial para ajudá-los a alcançar seus objetivos profissionais.

Ser um corretor imobiliário bem-sucedido envolve captar clientes, fechar negócios e manter uma atuação sustentável ao longo do tempo. Nesse sentido, existem diversas estratégias que podem ser adotadas. Entre elas, vale destacar o marketing pessoal para corretor de imóveis.

Quando executado de maneira estratégica, ele pode gerar resultados melhores sobre a percepção que o público tem do seu trabalho. Na prática, isso pode proporcionar um desempenho profissional melhor, mas exige a adoção de medidas que sejam consistentes com os seus objetivos.

Para entender como otimizar o seu marketing pessoal como corretor de imóveis, confira 9 dicas que podem ajudá-lo!

O que é marketing pessoal?

Profissional se olha no espelho e reconhece sua própria excelência.
O marketing pessoal contribui muito para aproximar o público-alvo. Fonte: Blueprint

O marketing, de modo amplo, engloba estratégias de comunicação para a construção de imagem ou para despertar sensações no público-alvo. Já o marketing pessoal tem um funcionamento semelhante, com a diferença de que a marca é, na verdade, o próprio indivíduo.

Assim, ele consiste em um conjunto de estratégias aplicadas para gerar uma percepção positiva sobre o profissional. Com isso, pode-se fortalecer a imagem do corretor, tornando-o uma referência ou uma autoridade em sua área de atuação.

Como funciona o marketing pessoal?

Para entender como funciona o marketing pessoal, é possível fazer uma analogia com uma marca cujo objetivo é realizar vendas no mercado.

Ainda que suas ofertas sejam de qualidade e tenham preços atraentes, esses dois critérios não costumam ser os únicos considerados pelo público. A experiência e o relacionamento com o negócio também têm peso e podem determinar se a compra acontecerá ou não.

Iceberg representa partes essenciais das estratégias dentro do marketing pessoal.
As ofertas de qualidade e os preços atraentes são somente a ponta do iceberg. Fonte: Blueprint

Por isso, a empresa executa estratégias de marketing e comunicação, buscando criar uma imagem que se conecte com o público-alvo. Essa forma de se posicionar faz com que a marca seja percebida de modo que a torne mais persuasiva e memorável.

No marketing pessoal, você se torna a própria marca. A intenção é aplicar estratégias de gerenciamento da sua imagem e da sua apresentação para se consolidar e se fortalecer no mercado.

Estratégias específicas que podem ser aplicadas no gerenciamento da sua imagem.
É essencial aplicar estratégias específicas no gerenciamento da sua imagem.  Fonte: Blueprint

O funcionamento, em si, ocorre com a adoção de técnicas de comunicação, posicionamento e diferenciação. Logo, é necessário considerar as estratégias que se adéquam melhor a seus objetivos para que você atue no mercado imobiliário com maior eficiência.

Ainda, é importante notar que o marketing pessoal não visa a criar uma imagem irreal nem foca somente na aparência. Na verdade, ele pretende alinhar a sua forma de apresentação à sua atuação no mercado, transmitindo uma mensagem coesa ao público. 

Para que serve o marketing pessoal?

Um dos principais objetivos do marketing pessoal é agregar valor à atuação do profissional — nesse caso, do corretor de imóveis. Então, é uma forma de tornar o seu atendimento ainda mais positivo, especial e memorável, por exemplo.

Como agregar valor à atuação do profissional no mercado.
Entenda como agregar valor à atuação do profissional no mercado. Fonte: Blueprint

Ele também serve para criar uma impressão positiva mais duradoura no público. Se você utilizar as táticas corretamente, é provável que, mesmo meses ou anos depois, os clientes ainda se lembrem de você como um profissional capaz de prestar um bom serviço.

Portanto, esse conjunto de estratégias serve para modificar de modo positivo a percepção das pessoas — de parceiros a clientes — sobre a sua atuação profissional.

Quais os benefícios do marketing pessoal para corretor de imóveis?

O desenvolvimento do marketing pessoal pode gerar diversos benefícios para quem atua como corretor de imóveis. Essa é uma forma de consolidar como você deseja ser visto no mercado, o que favorece a conquista de uma imagem positiva entre os clientes. 

Também é uma forma de explorar e valorizar suas principais qualidades e habilidades. Saber demonstrar e comunicar suas competências fará com que você seja visto como um profissional melhor e mais competente.

Benefícios do marketing pessoal para corretor de imóveis.
Os benefícios do marketing pessoal para corretor de imóveis. Fonte: Blueprint

Com a ajuda do marketing, você também tem a oportunidade de se relacionar melhor com os clientes, gerando um contato que inspira confiança e denota profissionalismo. Isso pode aumentar suas chances de persuadir o cliente e, consequentemente, a sua taxa de sucesso ao fechar contratos.

Para corretores vinculados a uma imobiliária, o marketing pessoal favorece também a empresa, já que gera mais resultados. Além disso, pode ser útil para fortalecer a fidelização de clientes ao negócio.

Por fim, executar corretamente o marketing pessoal para corretor de imóveis faz com que você se destaque dos demais profissionais. Assim, a prática dessa estratégia se torna um dos maiores segredos para se transformar em um corretor de sucesso.

Confira mais conteúdos sobre marketing e anuncie conosco!

9 dicas para otimizar o marketing pessoal como corretor

Agora que você conhece o que é e a importância do marketing pessoal, é o momento de saber como colocá-lo em prática. Para tanto, vale adotar uma série de dicas sobre o assunto para estruturar a sua estratégia.

A seguir, descubra como melhorar seu marketing pessoal com a ajuda de 9 dicas!

1. Tenha um planejamento estratégico para o marketing

Fazer marketing pessoal pode parecer uma tarefa orgânica e que pode ser feita naturalmente. Porém, convém se lembrar de que os resultados obtidos com essa abordagem podem afetar diretamente o seu sucesso. Então é preciso se preparar corretamente.

A ideia, portanto, é fazer um planejamento estratégico abordando a construção do seu marketing pessoal. Comece entendendo quem é o seu público e quais são as necessidades de quem compra, vende ou aluga imóveis com você.

Depois, avalie qual é a imagem esperada e que está mais alinhada com tais expectativas. Se você for um corretor de imóveis de luxo, por exemplo, precisa transmitir muito mais seriedade e confiança, para que os interessados se sintam motivados a fechar negócio.

Também vale a pena criar um plano de ação e estabelecer prazos para realizar mudanças específicas no visual e na apresentação. Assim, você tem mais chances de alcançar os resultados esperados.

2. Preste atenção à apresentação pessoal

A aparência não é tudo, mas é uma parte significativa do marketing pessoal. Causar uma boa impressão, desde o começo, pode ser determinante para criar e consolidar relacionamentos comerciais. Por isso, é necessário se dedicar a essa questão.

Usar uma vestimenta adequada para atender o cliente, por exemplo, é crucial. Não é obrigatório usar trajes formais ou roupas de marca. Porém, a apresentação deve ser condizente com o seu papel para transparecer profissionalismo e confiança.

Também é importante cuidar de aspectos como cabelo, unhas e barba, se for o caso. Um visual alinhado e consistente com a sua função poderá ajudá-lo na hora de falar com os clientes.

3. Foque na linguagem não verbal

A comunicação com o cliente não ocorre apenas considerando o que é falado. Ainda, é preciso se preocupar com as outras formas de transmitir mensagens, na chamada linguagem não verbal. Nesse sentido, é preciso dar atenção a outros aspectos, como a sua postura e a linguagem corporal. 

Assumir uma postura receptiva e confiante permite que o cliente se sinta acolhido e interessado em falar com você. Ademais, tenha atenção ao tom de voz utilizado, para que seja firme, mas sem ser alto demais, por exemplo. 

Para completar, evite gesticular demais ou tocar indevidamente nos clientes. Com cuidados referentes à linguagem não verbal, todo o seu posicionamento como profissional fará mais sentido.

4. Prepare-se para atender o cliente

O investimento imobiliário, qualquer que seja, é bastante significativo para os clientes. Quem compra, vende ou aluga possui diversas expectativas, tanto financeiras quanto de qualidade de vida. Então, para atender a todas essas questões, é preciso encontrar a solução ideal.

Aqui, não basta achar o imóvel certo para um cliente que deseja comprar, por exemplo. É fundamental ser capaz de demonstrar como aquela propriedade pode atendê-lo e quais impactos positivos pode gerar. E a única forma de fazer isso é estando preparado.

Na hora de fazer uma visita, por exemplo, conheça os pontos fortes do imóvel e saiba como mostrá-los. Também é necessário estar pronto para tirar dúvidas que possam surgir, que podem envolver o imóvel e o próprio processo de compra.

Tudo isso demonstra para o cliente que você é um profissional competente e que está pronto para atendê-lo da melhor maneira. Com essa percepção positiva, suas chances de sucesso com o contrato aumentam.

5. Seja pontual

O marketing pessoal está diretamente ligado à capacidade de manter um relacionamento positivo e produtivo com o público. Logo, gerar satisfação é uma etapa crucial para que sua estratégia seja bem-sucedida. Entre as diversas táticas, a pontualidade é essencial. 

Ao marcar uma visita, uma reunião ou qualquer tipo de contato, cumpra o horário combinado com o cliente. Isso demonstrará que você respeita o tempo dele, além de dar a ideia de organização e competência para cumprir compromissos.

Se, por uma eventualidade, ocorrer um atraso, explique a situação para o cliente de maneira objetiva e sincera — e evite que aconteça novamente. Enviar um comunicado logo que identificar algum imprevisto também ajudará a mostrar o seu comprometimento. 

Dica: organize-se para chegar 30 minutos antes do horário combinado. Se chegar muito cedo, aproveite o tempo para estudar mais o imóvel.

6. Esteja disponível

A disponibilidade é outra característica marcante de um marketing pessoal para corretor de imóveis. Porém, isso exige equilíbrio: a prática não significa que você deve atender o cliente em horários pouco convenientes ou mesmo inviáveis, mas é preciso se manter tão acessível quanto possível.

Oferecer diferentes formas de contato, por exemplo, permite que a outra pessoa escolha o canal que for mais adequado para ela no momento. Do mesmo modo, vale a pena oferecer certa flexibilidade de horário, especialmente se o cliente tiver necessidades específicas.

Essa questão faz a diferença porque um comprador pode ter dúvidas ou sentir insegurança antes de fechar negócio, por exemplo. Situações semelhantes ocorrem com vendedores, locatários e locadores. Estar lá para o seu público, ajudando e orientando em todo o processo, faz diferença.

7. Seja um corretor proativo

Em vez de apenas esperar que seu público venha até você com dúvidas ou dificuldades, vale a pena assumir uma postura proativa, ou seja, vale antecipar-se aos problemas e buscar soluções, mesmo que ainda não tenham sido solicitadas.

Imagine um cliente que deseja mudar de endereço ao adquirir um apartamento via financiamento. Em vez de apenas mostrar propriedades imobiliárias, é possível se antecipar e ajudá-lo a preparar a documentação para facilitar a aprovação de crédito.

Mesmo que esse tipo de apoio não tenha sido solicitado, oferecer uma ajuda que seja relevante para os resultados dará a sensação de maior qualidade no atendimento.

8. Cuide da sua presença digital

O marketing pessoal do corretor de imóveis não ocorre apenas no mundo off-line. Você também deve se preocupar com a sua apresentação no ambiente conectado, o que exige um cuidado extra com a sua presença digital.

Para começar, é interessante criar um perfil nas redes sociais mais usadas pelo seu público. Escolha uma foto profissional de qualidade para a sua identificação de perfil e preencha todas as informações, como área de atuação e meios de contato.

No marketing digital, também é importante planejar o que você publicará nas redes. Considere ter um perfil dedicado apenas à questão profissional, mostrando imóveis disponíveis e fornecendo dicas para compradores, vendedores, locadores e locatários.

Deixe publicações de cunho pessoal separadas para um perfil privado. Isso o ajudará a manter uma imagem mais confiável e evitar que você exponha sua privacidade para os clientes. 

Além disso, é preciso ter cuidado para não se envolver em assuntos polêmicos e, principalmente, em discussões ou crises de imagem. Agir com cuidado e atenção é essencial para criar uma presença digital sólida, confiável e com uma boa percepção por parte do público.

9. Faça networking

Embora o marketing pessoal possa gerar efeitos positivos no contato com os clientes, ele não se limita a essa esfera. Na verdade, ele permite melhorar seu posicionamento no mercado em geral, inclusive com a oportunidade de desenvolver boas parcerias profissionais. 

Para tanto, vale a pena investir no networking. Essa estratégia consiste em criar uma rede de contatos que seja relevante e possa ajudá-lo em seu trabalho. Por meio do networking, você pode pedir ajuda de um corretor que atue em uma área de interesse do seu cliente, por exemplo, para encontrar os imóveis desejados.

As pessoas já estão conectadas, o próximo passo é fazer um networking de qualidade. Fonte: Blueprint

Nesse caso, a divisão de comissões (fifty) ou troca de indicações é bastante comum. Contudo, é preciso ter em mente que o networking deve ter duas vias e você também deve ajudar seus contatos. Parcerias são ótimas formas de gerar uma relação ganha-ganha e de trazer novas oportunidades para todos.

Para expandir sua rede, você pode participar de eventos do mercado imobiliário, fazer cursos e capacitações e explorar as redes sociais. Vale destacar que, com uma rede ampla e bem conectada, sua imagem tende a ser favorecida.

Com a ajuda do marketing pessoal para corretor de imóveis, você terá a chance de se destacar no mercado e de alcançar resultados melhores. Por isso, considere adotar essas 9 dicas para transformar o seu posicionamento profissional e alcançar seus objetivos.

Quer se manter informado sobre tudo o que acontece no mercado imobiliário? Assine o Blueprint, a newsletter voltada para corretores de imóveis!

Foto do autor Vince
Por Vince

Índice
  • O que é marketing pessoal?
  • Como funciona o marketing pessoal?
  • Para que serve o marketing pessoal?
  • Quais os benefícios do marketing pessoal para corretor de imóveis?
  • 9 dicas para otimizar o marketing pessoal como corretor
Foto do autor Vince
No Apto desde 2015, antenado e atento aos detalhes do mercado imobiliário, traz explicações sobre as principais inovações e novidades do setor.

Assine a news do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente
Compartilhe: