Logo do Blueprint
Fechar
Logo do Blueprint
Fechar

Canteiro de obra como espetáculo

Canteiro de obra como espetáculo

Ao caminhar por uma região em plena expansão imobiliária, como a da Avenida Rebouças, é possível avistar edifícios em várias fases de construção. Entre lançamentos e fundações sendo erguidas, a vida cotidiana acontece e os canteiros de obra são parte da paisagem urbana e, por que não dizer, verdadeiros espetáculos?

Foi pensando nisso que o Museu do Ipiranga, fechado desde 2013, ganhou um observatório para que qualquer pessoa acompanhe o que está sendo feito no edifício. Além disso, realizou-se o Tapume!, Festival de Graffiti que reuniu 35 artistas para dar um novo significado ao contorno da construção.

Nos Estados Unidos, o Museu de Arte da Filadélfia, que está passando por uma reforma de expansão, substituiu os tapumes por uma verdadeira exposição de arte. Intitulada “Constructionism”, reúne diversas imagens como uma extensão dos corredores.

Intervenção no Museu de Arte da Filadélfia. Fonte: Pentagram

A possibilidade de interagir com a cidade não está restrita aos edifícios públicos. Em São Paulo, a Porte Engenharia utilizou o Figueira Altos do Tatuapé, residencial mais alto da cidade, como palco para uma apresentação nas alturas.

Espetáculo no Figueira Altos do Tatuapé. Fonte: Cia Base

O edifício está em fase de acabamento e foi o cenário perfeito para bailarinos que desafiam a gravidade. O espetáculo foi transmitido ao vivo no dia 22 de outubro. Tem vídeo? Tem, sim!

Entre acrobacias e obras de arte, o canteiro de obras também se torna uma parte bonita da construção das cidades.

Faça parte do Blueprint

Assine Grátis e receba a news semanal com os melhores conteúdos do mercado imobiliário.

Foto da autora Thainá Neves
Por Thainá Neves

Compartilhar esse post:

Quer relatar sobre algum erro? Avise a gente

Compartilhe: